06 de dezembro de 2017 – quarta-feira – manhã

Por:Julio Machado
Agenda

03

Dec 2017

Informações sobre o evento:

Data: 06/Dec/2017

Localidade: Belo Horizonte - MG

Horas: 18Hrs

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE BH – Palestra para servidores e convidados –

TEMA: O Certo é o Avesso

Dizer que o certo é o avesso, o intuito é fazer uma provocação;  a indagar sobre suas escolhas e instigá-lo a pensar de uma maneira diferente. “Se você estiver experimentando sofrimento, ansiedade, medo, ou qualquer emoção que tire a sua paz interior, é provável que esteja fazendo as escolhas erradas ou pensando de modo equivocado”.

Entre os temas abordados ao longo dos 10 capítulos da obra, o autor destaca a necessidade de fazer pausas para avaliar e refletir sobre nosso próprio comportamento. Em um dos trechos do primeiro capítulo, que trata profundamente deste tema, Júlio menciona: “As pausas são os momentos em que recarregamos as nossas baterias internas, realizando atividades, tais como: algum tipo de hobby, uma atividade física que nos traga prazer, uma leitura que nos envolva, algum projeto artístico, um encontro com os amigos ou com a pessoa amada, momentos de oração, de meditação, de relaxamento ou um simples contato com a natureza. Se negligenciarmos esses momentos de pausa, durante os quais nos retiramos, mesmo que por alguns instantes, do cenário no teatro da existência, a nossa percepção ficará turva e confusa”.

Outra questão abordada nos textos é o que se diz respeito à forma como a atenção das pessoas é direcionada a determinados aspectos negativos da vida. Segundo Júlio, às vezes prestamos atenção demais em coisas ruins, quando deveríamos estar mais focados no lado bom da nossa existência. Um dos questionamentos apresentado no capítulo 8 do livro, chamado Coloque sua Atenção no Lado Bom da Vida é: “por que os defeitos dos outros chamam mais a nossa atenção do que as suas qualidades?” Ao propor esta discussão e avaliar as possíveis respostas, o texto busca elucidar o fato de que estamos prejudicando principalmente a nós mesmos quando nos fixamos em algo ruim.

Os problemas que aparecem funcionam como despertadores que nos alertam para que possamos buscar o alinhamento e a harmonia. “Todas as coisas ocorrem para o nosso bem, inclusive um aparente mal, visto que, se ele não ocorresse, nunca saberíamos quando saímos do nosso prumo e perdemos o rumo da vida”, diz.

 

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br