A importância do reconhecimento humano

Por:Julio Machado
Relacionamento Interpessoal e Equipes

26

Mar 2009

A IMPORTÂNCIA DO RECONHECIMENTO HUMANO

Palestra de sensibilização

Insegurança é o problema número um do ser humano. O mundo seria muito menos neurótico, louco e agitado se fôssemos todos um pouco mais seguros e confiantes. Trabalharíamos menos, curtiríamos mais a vida, levaríamos a vida mais na esportiva.

Mas como reduzir esta insegurança? Alguns acreditam que estudando mais, ganhando mais, trabalhando mais resolveriam o problema. Ledo engano, por uma simples razão: segurança não depende da gente, depende dos outros. Depende de um processo que poderíamos chamar de “reconhecimento”. Reconhecer alguém seria confirmar que essa pessoa existe, que ela é real, importante, enfim, que ela tem um valor para nós.

Todos nós precisamos ser reconhecidos pelos outros constantemente. Alguém tem de dizer que você é bonito ou bonita, por mais bonito ou bonita que você seja. O autoconhecimento, tão decantado por filósofos, não resolve, apenas minora, o problema. Ninguém pode autoreconhecer-se, por definição. Um simples olhar, um sorriso, um singelo elogio são suficientes para você validar todo mundo.

Por falta desse gratuito reconhecimento, criamos um mundo consumista, onde se valoriza mais o ter do que o ser. Um mundo onde todos querem mostrar-se ou dominar os outros em busca de poder.

Se quisermos tornar o mundo mais seguro e melhor, precisamos treinar e exercitar uma nova competência: reconhecer alguém todo dia. Uma atenção que o outro não espera, um sorriso incondicional, um bom dia de coração, um abraço sem motivo oficial, um “valeu, cara, valeu”. Stephen Kanitz (articulista da revista Veja)

DURAÇÃO: palestra de aproximadamente 1,30 h.

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br