O afeto e o poder na relação chefe-subordinado

Por:Julio Machado
Liderança e Gestão

26

Mar 2009

O AFETO E O PODER NA RELAÇÃO CHEFE-SUBORDINADO

Palestra para líderes e gestores

Até há bem pouco tempo, vivíamos num país totalmente fechado à realidade mundial, particularmente no contexto empresarial. O que prevalecia era a burocracia excessiva, a tecnocracia e o autoritarismo difundido nas relações interpessoais.

Hoje, o mundo globalizado exige uma nova consciência no tocante às relações interpessoais: a consciência de que somos uma grande teia. Deste modo, teremos necessidade de modificar o velho jeito de tratar com pessoas. Teremos que parar de impor tarefas de cima para baixo e nos dedicar a facilitar o processo, incentivando a interação das partes entre si.

Todos vamos precisar de melhores capacidades para ouvir, para comunicar e para conduzir grupos. Esses são os talentos que proporcionam maior afetividade nas relações humanas em que a autoridade, inerente ao poder, acontece de forma fácil e espontânea, sem precisar ser imposta.

Esta palestra propõe uma reflexão a respeito das crenças e posturas que alicerçam uma estrutura de poder vertical, inflexível e impessoal. Paralelamente, será feita uma abordagem sobre os ganhos, em todo o sistema, de relacionamentos mais horizontalizados e afetivos.

DURAÇÃO: aproximadamente 1,30 h.

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br