O Professor educador: relações afetivas no sistema ensino-aprendizagem

Por:Julio Machado
Escola

26

Mar 2009

O PROFESSOR EDUCADOR: RELAÇÕES AFETIVAS NO SISTEMA ENSINO-APRENDIZAGEM –

Palestra para professores e especialistas em educação

“E o Mestre? O que terá acontecido com ele? Mestre é um educador, diferente de professor. Professor é profissão, não é algo que se define por dentro, por amor. Educador, ao contrário, não é profissão; é vocação”. Rubem Alves

Ao longo dos anos, o papel do professor vem sofrendo um crescente desgaste. As exigências naturais da profissão levam-no, geralmente, a supervalorizar o desenvolvimento intelectual dos alunos, priorizando conteúdos programáticos e resultados quantitativos, em detrimento do projeto pedagógico e da relação afetiva com seus alunos.

Hoje as escolas que aceitaram o desafio da EDUCAÇÃO INTEGRAL, em sua maioria, estão atentas ao desenvolvimento da chamada Inteligência Emocional, cientes de que não basta atuarem apenas sobre o Q.I. do estudante. É fundamental ajudá-lo, também, no desenvolvimento do seu lado emocional e humano, fator de extrema relevância para o sucesso na aprendizagem.

Sonhamos com uma nova escola. Um lugar onde o professor – aquele que apenas transmite informações, dê lugar ao educador – aquele que interage, que estimula o estudante a buscar o conhecimento, aquele que está também comprometido com a formação humana do seu aluno.

DURAÇÃO: palestra de aproximadamente 1,30 h.

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br