Podcast 24 – LIBERTE-SE DAS OPINIÕES DOS OUTROS

Por:Julio Machado
Podcast

31

Aug 2016

 

Qual é o peso que você dá a opinião que os outros têm a seu respeito?
Pois o primeiro sintoma de alguém que está sob a escravidão da opinião alheia, é a dependência de elogios. Se ninguém disser que o seu cabelo, a sua roupa ou outro detalhe qualquer esteja bem, a pessoa não se sente segura. Se alguém lhe diz que está com aparência de doente, a pessoa se sente amolentada e logo procura um médico. Se ouve alguém dizer que está com excesso de peso, desesperadamente começa a fazer mais um fracassado regime. Mas se disserem que é bonita, inteligente, esperta, a pessoa também acredita.

Existem pessoas que ficam o tempo todo à procura de alguém que lhes diga algo que as deixe mais seguras, mesmo que esse alguém não as conheça bem. Quando dependemos demais da opinião alheia, procuramos o tempo todo agradar os outros. Vestimos a máscara de bonzinhos e saímos para o teatro do mundo. E, quando não encontramos ninguém que nos elogie, que nos diga o que desejamos ouvir, nos entristecemos e, não raro, caímos em depressão.

Sugiro que a partir de agora você escreva na sua testa a seguinte frase: – “O que você pensa de mim é da sua conta.”

Para que você seja realmente feliz, aprenda a se conhecer e a se aceitar como você é. Não acredite em tudo o que falam a seu respeito. Não se deixe
impressionar por falsos elogios, nem com críticas infundadas. Seja você. Descubra o que tem de bom em sua intimidade e valorize-se. Ninguém melhor do que você para saber dos seus talentos e do que se passa na sua alma. Procure estar bem com a sua consciência, sem a neurose de querer agradar todo mundo, pois os outros nunca sabem o que se passa no seu íntimo.

A meditação é uma excelente ferramenta de auto-ajuda. Mergulhar nas profundezas da própria alma em busca de si mesmo é algo que merece atenção e dedicação. Quando a pessoa se conhece melhor, podem emitir dela as opiniões mais contraditórias que ela não se deixa impressionar,  pois ela sabe da sua realidade.

Nesses dias em que as mídias tentam criar protótipos de sucesso e de beleza física enaltecendo a juventude do corpo como o maior bem que temos, não se deixe iludir. Você vale pelo que é, e não pelo que tem ou o que aparenta ser. A verdadeira beleza é a da alma. A eterna juventude é atributo do espírito e não do corpo. O importante mesmo, é que você se aceite e aceite também as suas imperfeições. Que você se respeite. Que se cuide e se sinta bem.

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br