Podcast 32 – POR QUE OS HOMENS FAZEM SEXO E AS MULHER FAZEM AMOR

Por:Julio Machado
Podcast

07

Jul 2017

 

Primeiramente é preciso esclarecer que sexualidade humana não significa apenas transar, se fosse assim o termo mais correto seria genitalidade humana. A sexualidade tem uma dimensão que abrange todo o nosso ser: corpo, mente, espírito e sentimento. É uma forma privilegiada de nos comunicarmos e de sentirmos prazer que

abrange todo o nosso corpo. Carícias, beijos, abraços, olhares também fazem parte da expressão sexual humana. Sem estes ingredientes o simples ato de transar se tornaria uma coisa banal.

Como vamos nos ater aqui mais à sexualidade do casal, perguntamos então: Por que, de um modo geral, os homens são mais obcecados por sexo do que as mulheres?

Falando principalmente dos mamíferos, a resposta é que a natureza precisa muito mais do desejo sexual do macho do que da fêmea. O papel do macho é fecundar o maior número de fêmeas possível, enquanto o da fêmea é procriar e cuidar da prole. Toda a sedução da fêmea é no sentido de escolher, entre os machos, aquele que lhe proporcione mais proteção e segurança.  Já o interesse dos machos é apenas sexo, sexo, sexo. A natureza aprontou o macho para ser muito mais ativo do que a fêmea. E haja testosterona!  Essa herança influencia tremendamente no nosso comportamento sexual, haja visto o desespero dos homens implorando os favores sexuais das mulheres.

Se o homem fizer uma greve de sexo, o que é raro, notará que a sua companheira ficará afetada somente depois de um mês. E ainda assim não será pela falta de sexo, mas sim pela dúvida a respeito do que está acontecendo. Tais fatos provam que o apetite sexual feminino é mais uma conseqüência, um efeito secundário de aspectos mais emocionais e afetivos. Não que o homem não seja também afetado pelos aspectos emocionais, mas no geral, ele consegue facilmente cortar caminho por cima de tudo isso e ir direto ao assunto. Não é raro o homem insistir em transar com a sua mulher, mesmo brigado com ela. Quando a mulher aceita transar para não complicar mais as coisas, é comum dizer que ”ela deu para ele”.

O homem PRECISA DE SEXO PARA DESPERTAR SEUS SENTIMENTOS. Uma mulher experiente sabe que ele fica muito mais amável após uma boa transa.
A mulher já PRECISA DO SENTIMENTO PARA DESPERTAR SEU SEXO. Um homem experiente sabe que o melhor afrodisíaco para a mulher são palavras e gestos amorosos.

O homem apresenta um erotismo que enfatiza o visual e partes do corpo feminino, como podemos observar no grande número de revistas pornográficas. A mulher já valoriza um erotismo mais tátil, auditivo, mais ligado aos cheiros, à fala e ao aconchego. Por isso dizemos que a mulher é bem mais sensorial que o homem.

Os homens são muito estimulados pela nudez feminina, e conseguem se excitar facilmente com fotografias. Até manequins de lojas costumam excitar um homem. As mulheres também se atraem pelo nu masculino, porém tem mais fantasias com homens completamente vestidos, muitas vezes uniformizados. A fantasia feminina é mais elaborada e sempre acompanhada de uma boa história sentimental.

Poderíamos resumir dizendo:

O homem PARA FAZER SEXO PRECISA DE UMA OPORTUNIDADE.
Já a mulher PARA FAZER SEXO PRECISA DE UM MOTIVO.

O erotismo feminino pede o romance, o apaixonar-se lentamente, o deslumbramento. O imaginário feminino é povoado de cenas onde um homem especial a tira do lugar comum. Como num golpe de mágica, ele a reconhece na multidão e fica loucamente apaixonado.

Aquelas mulheres que se mostram fêmeas fatais, na maioria das vezes, estão fazendo cena. Mesmo as prostitutas e atrizes pornôs não são movidas pelo simples desejo de transar, como supõem os mais desavisados. São motivadas para este trabalho mais por dinheiro e outras ambições.

Bem pessoal, o que abordamos neste podcast são conceitos e observações generalizadas e que, certamente, não se aplicam a todas as pessoas. O esperado é que homens e mulheres passem por estes determinismos biológicos e influências culturais e vão se lapidando e aprendendo com o que de melhor o outro sexo pode lhe oferecer.  A evolução aponta no sentido de cada um incorporar e integrar o masculino e o feminino em si mesmos, na busca da unidade.

Como diz a canção: “ser um homem feminino, não fere o meu lado masculino”.

 

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br