Podcast 11 – SÓ O BEM É REAL

Por:Julio Machado
Podcast

24

ago 2016

 

Alguém poderia pensar que para melhorarmos um comportamento inadequado de alguém, melhor seria apontar seus erros  para que ela se sinta mais culpada e assim mais desejosa em mudar. Ledo engano. Vemos que essa culpa, que de fato surgirá, deixará a pessoa mais enfraquecida e impotente para realizar uma mudança desejada.

Para entendermos porque valorizar o bem e as qualidades de alguém é um método muito mais vantajoso e eficiente, vamos contar um episódio que se passou entre um estudante de física e o seu professor de sociologia.

Numas de suas aulas este professor indagou a turma sobre a existência do mal, tentando demonstrar que o mal também fora criado por Deus, já que ele criou tudo o que existe. Esta era a tese do professor. Então um aluno pediu a palavra e indagou:

– Professor o frio existeE o mestre respondeu:
Lógico, você nunca sentiu frio? O aluno então retrucou:
De fato professor, o frio não existe segundo as leis da física. O que consideramos frio, na realidade, é a ausência de calorE o diálogo continuou:
E a escuridão, também existe professor?
Sim existe.
Novamente comete um erro senhor. A escuridão, na realidade, é a ausência de luz. A luz pode-se estudar enquanto um fato físico, a escuridão não. Escuridão é apenas um conceito, não uma realidade.

Para arrematar a sua tese o jovem aluno então pergunta:
E o mal, ele existe?

Mais inseguro o professor assente que sim com a cabeça e o estudante conclui:
Da mesma forma que o frio e o escuro, o mal também não existe, mesmo que os jornais nos falem constantemente a seu respeito. O mal, que aparentemente vemos, é simplesmente ausência do bem. O mal, é apenas o resultado da ausência do amor e da bondade nas relações humanas.

O jovem aluno foi aplaudido por sua turma e quando lhe perguntaram seu nome ele responde: Albert Einstein.

Aqui também podemos entender a chamada oração de são Francisco, que, na verdade, é um método de mudança de vida:
Onde houver ódio, não tente retirar o ódio, mas coloque o amor.
Onde houver ofensa, não tente dar explicações e justificar, mas ponha o perdão.
Onde houver tristeza, traga mais alegria que a tristeza simplesmente se vai: e assim por diante…

E aí? Dá para acreditar e apostar agora que o mundo melhorará com muito mais eficiência se postarmos mais atenção nas coisas boas e nas qualidades do que nos problemas e nos defeitos? Lembre-se: tudo aquilo que você põe a sua atenção cresce.

 

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31)98744.0793

julio@juliomachado.com.br

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.