(31)98744.0793

julio@juliomachado.com.br

Podcast 12 – A SAÍDA É PELO OUTRO LADO

Por:Julio Machado
Podcast

24

ago 2016

CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR

Geralmente somos bem intencionados em querer encontrar uma solução para os nossos conflitos de relacionamento, mas não abrimos mão dos nossos métodos ou maneiras de pensar. Insistimos no mesmo procedimento mesmo quando não temos sucesso, pois não aceitamos que possa existir outra forma de se fazer aquilo.

Agora podemos entender esta expressão:  Você quer ter razão ou ser feliz?  Você quer continuar sofrendo e fazendo sofrer, batendo o pé que tem que ser do seu jeito… ou poderia abrir mão e aceitar que a saída é pelo outro lado.

O problema é que logo aparece uma voz na nossa cabeça que diz: desaforo.. prefiro morrer do que ceder.  Ou a voz diz:  isso não tem lógica.. é você que tem razão, portanto o outro é que mude. Ele é que deve ceder.

Não pretendemos dizer aqui que a solução dos conflitos humanos, ou até mesmo entre países, seja fácil de se implementar. Simples talvez, mas não fácil.  A saída que estamos apontando propõe uma mudança de 180º na maneira de se lidar com os nossos conflitos. Sendo o contrário, parece-nos, à primeira vista, uma fórmula absurda e até impossível.

É mais ou menos como nos sentimos quando ouvimos aquela famosa expressão do Mestre Jesus: “Se alguém lhe bater numa face, dê-lhe também a outra”. Ficamos assim meio abobados, perplexos e achando essa conduta impensável para um simples mortal.  Dizemos: só sendo um Cristo para conseguir fazer isto.

Gostaríamos que essa expressão bíblica fosse entendida como um convite a fazer diferente. Então, virar a sua face, seria como fazer o seguinte: quando não encontramos a solução no lado que estamos olhando, então devemos tentar olhar para o outro lado. Só nos custa tentar.

Não se trata aqui de saber quem está certo ou errado. Isso não traz solução, pelo contrário, só aumenta a divisão. Também não se trata de saber quem tem ou não tem razão, pois razão todo mundo tem. Razão é apenas um ponto de vista…  que é a vista de um ponto.

O que chamamos aqui de certo é o que promove mais alegria, mais saúde, mais bem-estar e principalmente a atitude que constrói a paz e a unidade. Estas referências serão como uma bússola a nos indicar o melhor caminho. Em alguns casos aceitaremos até de perder coisas em troca da paz. Aqui vale lembrar a expressão bíblica: “De que vale o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”

Se insistimos em alguma atitude, por mais correta que pareça, mas continuamos brigados, doentes, sem alegria… isso significa que ainda não encontramos o melhor jeito. Ter bom senso, muitas vezes, significa abrir mão da razão. Afinal… alguém tem que ceder.

E quem cede? Quem tem razão ou quem tem consciência?

O que nos impede de seguir neste caminho mais humanizante, mais fraterno e mais construtivo? Ah! Aqui é que se manifestam os elementos do nosso lado sombrio: o orgulho, a insegurança, o medo, a inveja. No fundo, quando caminhamos pela vida com uma a sensação de vazio, de que temos que nos proteger para não perder, para não morrer… aí o ego toma as rédeas e a saída que ele propõe não é a saída é pelo outro lado mas, sim, cada um salve o seu lado.

 

 

Compartilhe:

Olá, tem alguma dúvida? Clique aqui!