Podcast 44 – CORAÇÃO DE ESTUDANTE

Por:Julio Machado
Podcast

10

May 2018

 

QUERO FALAR DE UMA COISA
ADIVINHA ONDE ELA ANDA
DEVE ESTAR DENTRO DO PEITO
OU CAMINHA PELO AR.
PODE ESTAR AQUI DO LADO
BEM MAIS PERTO QUE PENSAMOS
A FOLHA DA JUVENTUDE
É O NOME CERTO DESSE AMOR

Suponha que você soubesse, no momento em que nasceu, que era um ser iluminado, poderosíssimo, possuidor de dons extraordinários. Imagine que você veio ao mundo com o coração repleto de amor e com um poder de criar e de ter tudo o que quisesse.

Você tem lembrança, em algum momento da sua vida,  de ter se sentido como um ser único e conectado com o poder e a sabedoria universal? Será que alguma vez você soube, no mais íntimo do seu ser, quem você era de verdade e alegrou-se em se perceber assim, um ser divino e eterno? Pare por um momento agora e veja se consegue se lembrar do tempo em que conhecia a verdade sobre si mesmo.

O que será que aconteceu?

JÁ PODARAM SEUS MOMENTOS
DESVIARAM SEU DESTINO
SEU SORRISO DE MENINO
TANTAS VEZES SE ESCONDEU

Seu mundo se transformou. Alguma coisa ou alguém lançou uma sombra sobre a sua luz. Desse momento em diante você teve medo. Sentiu que, se não escondesse o seu dom sagrado, ele poderia ser ameaçado, agredido ou, até mesmo, arrancado de você. Bem no fundo, você sabia que esse dom –A FOLHA DA JUVENTUDE, era como uma criança preciosa e inocente que cabia a você proteger. Então, com a criatividade de toda criança, você começou a fabricar um disfarce para esconder a sua beleza e inocência. Você criou uma representação, uma máscara, um drama; começou a contar para os outros uma tal história sobre si mesmo, de modo que ficasse impossível a qualquer pessoa desconfiar que você era o guardião de tanta luz. Você foi esperto ao esconder o seu segredo. Você não só convenceu os outros de que não era nada daquilo, como também se convenceu. Depois de dias, meses e anos escondendo o seu precioso tesouro, você começou a acreditar na história que criara para os outros. Você não somente esqueceu o lugar onde escondeu o seu segredo, mas também esqueceu-se completamente de que um dia você o havia escondido. Luz, amor, grandeza e beleza, tudo o que era seu… foi encoberto pela capa da sua história pessoal.

Daí em diante, com a chegada da adolescência e da fase adulta você passou a se sentir perdido, sozinho e assustado. De repente, deu-se conta de que estava faltando alguma coisa – e estava. A dor de estar separado de seu tesouro era como a perda do seu melhor amigo. Intimamente, você ansiava pela volta do seu verdadeiro eu, mas, como havia se esquecido disso, começou a buscar fora de si mesmo por algo que pudesse preencher aquele vazio. Você cuidou dos relacionamentos e das outras pessoas, procurando encontrar o que lhe estava faltando. Cuidou do seu corpo e da sua conta bancária, tentando reaver aquele sentimento. Este sentimento de menos-valia o fez passar a maior parte da vida buscando freneticamente por alguma coisa ou alguém que o completasse. Mas por mais que procurasse lá fora, o vazio e a insatisfação continuavam.

MAS RENOVA-SE A ESPERANÇA
NOVA AURORA A CADA DIA
E HÁ QUE SE CUIDAR DO BROTO
PARA QUE A VIDA NOS DÊ FLOR E FRUTO

Se observarmos a vida de uma perspectiva mais ampla, veremos que não passamos de meros pontinhos. Até que aceitemos a nossa pequenez, passaremos a vida à caça da experiência de ser alguém. Mas, no momento em que nos rendermos ao fato de que somos tudo e nada- uma vez que aceitemos que não somos a nossa história nos abriremos para um mundo além daquele que conhecemos. Podemos então ter a grande experiência de nos percebermos como filhos do Universo… que somos uma parte essencial de tudo o que existe.

Sei que para alguns esse conceito pode ser de difícil aceitação, mas eu lhe garanto que, se você se conscientizar dessa idéia e a explorar, surgirá uma nova possibilidade. Quando você aceitar tanto vitórias quanto perdas, sua força e sua fraqueza, sua grandeza e o seu nada, você vai se sentir seguro o suficiente para permitir que seu segredo Divino venha a tona. Somente retornando à sua condição de inteireza você sentirá que tem valor e que merece expressar a mais elevada verdade sobre si mesmo.

CORAÇÃO DE ESTUDANTE
HÁ QUE SE CUIDAR DA VIDA
HÁ QUE SE CUIDAR DO MUNDO
TOMAR CONTA DA AMIZADE
ALEGRIA E MUITO SONHO
ESPALHADOS NO CAMINHO
VERDES, PLANTA E SENTIMENTO,
FOLHAS, CORAÇÃO, JUVENTUDE E FÉ.

 

Compartilhe:

Rua João Chagas 383 / 1203 - Bairro União - Belo Horizonte - MG CEP 31170-370

(31) 3486-9883

luxor@juliomachado.com.br